Projetos      
Sobre nós    
Inglês
Educação Comunidade Mulheres e Meninas Saúde
A Nossa Historia Missão A Equipe
Notícias Contactos
Inglês Português

Mulheres e Meninas

Grande parte do nosso trabalho visa capacitar meninas e mulheres, por meio de maior acesso e controle sobre recursos econômicos e de outras maneiras contribuindo para a melhoria da auto-estima e status das mulheres em suas comunidades. Além dos vários projetos geradores de renda descritos abaixo, também trabalhamos nas áreas de saúde e

Projeto de Costura

Como tudo começou: aprender a costurar

A costura tem sido um dos nossos projetos mais bem sucedidos e já se espalhou em várias direções, mostrando-se muito popular entre as mulheres. Teve início em 2015, quando Pelagia Makumba Pita, uma zimbabuense que trabalhava com comunidades no Parque Nacional de Gorongosa, foi convidada por Zalala para ensinar um grupo de 18 mulheres de Supinho para costurar com “capulana” – um pano tradicional amplamente utilizado para roupas de mulheres e muitos outros fins. Há capulanas de muitas cores e desenhos diferentes e encontrar uma cor e desenho bonito é uma paixão de praticamente todas as mulheres africanas! Em apenas duas semanas, as mulheres, que nunca antes haviam usado uma agulha, aprenderam a produzir sacos, brinquedos, aparadores de panelas e outras coisas com acabamento perfeito.

Exposição e venda dos produtos

Seus produtos foram orgulhosamente exibidos para toda a comunidade . Alguns artigos foram distribuídos e vendidos na loja do Zalala Beach Lodge, outros no famoso Festival de Arte e Musica de Zalala e outros no dia da inauguração da Fundação e noutros eventos especiais.

próximos passos e novas direções

Após o sucesso desse treinamento inicial, a Fundação conseguiu levantar fundos adicionais para comprar algumas máquinas de costura (uma elétrica e duas manuais) e pagar o Romaio, um alfaiate local de Supinho para ensinar as mulheres a usarem as máquinas de costura.Romaio vem de uma família de alfaiates e é muito conhecido na província da Zambézia. Todos os anos, ele recebe encomendas para fazer uniformes para todas as escolas primárias dos distritos vizinhos e por causa disso sugeriu que as mulheres fossem treinadas para formar uma linha de produção confeccionando os uniformes escolares junto a suas outras atividades. Esta proposta comercial foi apresentada a Associação Cooperativa de Supinho, que financiou a compra de tecidos para esse fim. Espera-se que o rendimento garanta a futura sustentabilidade desta atividade.

Antes que a Fundação Zalala surgisse, não havia costureiras na aldeia . Tenho orgulho de fazer parte desta iniciativa que ajudou a formar mulheres em um padrão alto de costura . Agora compartilho meu negócio mas longe de ressentir isso, fico encantado que a arte da costura permaneça na comunidade e que seja acompanhada por futuras gerações de mulheres e meninas.” Romaio, alfaiate local e treinador do grupo de costura feminino em Supinho.

Jovens de Idugo participam num curso de costura em Supinho

No início do ano de 2019, um grupo de 10 jovens de Idugo, participaram num curso de formação de costura em Supinho durante 3 meses, onde aprenderam a costurar roupas, malas, brinquedos e uniformes escolares.

No decorrer desta formação, os dirigentes escolares (em colaboração com a Fundação Zalala) fizeram diligências no sentido de permitir que os formandos continuassem a participar nas actividades escolares em Supinho, de modo a não perderem nenhum conteúdo lectivo enquanto decorria a sua formação em costura.

O esforço e entusiasmo dos jovens de Idugo, traduziram-se em resultados muito significativos. Passados poucos meses de formação, estes jovens tornaram-se capazes de produzir camisas, saias e outras roupas de qualidade para homens, mulheres e crianças! Na cerimónia de graduação, todos os alunos receberam um certificado de participação. Aos alunos com melhores resultados foi ainda entregue um kit de costura composto por tecidos, tesouras, agulhas, linha e fita métrica. Estes jovens demonstraram também uma excelente capacidade de organização e portanto foram-lhes oferecidas duas máquinas de costura para os ajudar a iniciar o seu próprio negócio em Idugo e estender a formação a outras pessoas.

Cerimônia de premiação para graduados em formação de costura

Depois de completar o seu programa de treinamento de 3 meses, um total de 20 mulheres de Supinho e 10 meninas e meninos de Idugo receberam um certificado de mérito. Os dignatários convidados a participar da cerimônia de formação incluem líderes locais, representantes da administração distrital e provincial, os presidentes das duas associações locais e os oficiais da Fundação. Os trabalhos foram iniciados com músicas e danças realizadas pelo grupo de dança local Estrela Vermelha. Após a entrega dos certificados para todos aqueles que completaram o treinamento, os prêmios foram entregues aos alunos que mostraram mais dedicação e promessa. Cada um recebeu um pacote básico de costura com tecido, agulhas, linha, tesoura e fita métrica.

Os jovens recorrem ao teatro para educar gerações mais velhas

Durante a cerimónia de graduação em Supinho, um grupo de jovens rapazes e raparigas escreveram e representaram uma peça de teatro:

Uma mulher quer aprender a costurar de modo a poder produzir roupas e vendê-las na cidade, mas o seu marido não a deixa participar no curso. Ele diz que o lugar da mulher é em casa e deve-se focar nas lides domésticas. Mais tarde ele passa por uma banca onde vê uma camisa bonita. Quando pergunta o preço da camisa, ele pensa para si mesmo que se a sua mulher tivesse feito o curso de costura, ela poderia estar a vender camisas e a gerar rendimento para o agregado familiar. Apercebendo-se deste custo de oportunidade, ele muda a sua postura e encoraja-a a participar na formação!

Formação na gestão de negócios

Após a formação de habilidades de costura, a Fundação Zalala organizou uma formação na gestão de negócios de 2 dias. O objetivo foi ajudar o grupo de costura a gerar de maneira independente e bem-sucedida seus próprios pequenos negócios. Além dos beneficios para as mulheres e meninas, as comunidades locais também se beneficiarão com o acesso a roupas bem feitas e com preços razoáveis no mercado local.

Exposição dos artigos produzidos

Com o apoio da Fundação o grupo participou numa feira em Nicoadala onde fez uma exposição da roupa e otros artigos manufacturados pelo grupo.

Criação dum novo grupo de costura no Idugo

Em resposta ao forte entusiasmo e empenho, bem como rápida capacidade de aprendizagem dos jovens estudantes do Idugo, a Fundação está apoiando estas jovens raparigas para que possam desenvolver o seu próprio grupo de costura independente na ilha de Idugo. Os jovens formandos irão treinar outros para aumentar a capacidade de produção do grupo. Esta iniciativa será apoiada pela Fundação sob a forma de formação e equipamento adicionais.

Seu apoio é necessário

A sua ajuda é necessária para a aquisição de equipamento e melhoria das condições para o novo grupo de jovens costureiros na ilha de Idugo. Por favor apoie esta causa!